Brucker

Como funciona o processo da cremação?

Imagem ilustrativa

A cremação acontece desde os tempos antigos, porém hoje o processo é regulamentado pela constituição, sendo necessário que essa vontade esteja registrada em um documento assinado por testemunhas e reconhecido pelo cartório. Caso contrário, é necessário um formulário de autorização assinado pelo parente mais próximo, com o consentimento de toda a família.

Alguns estados tem um período de espera de 24 a 48 horas após a morte, pois é impossível determinar a causa da morte após a cremação. Quer saber como funciona o processo de cremação? Confira:

PROCESSO

O corpo é colocado na câmara de cremação, onde é submetido a uma temperatura entre 800 e 1.300 graus Celsius, bem mais que a capacidade da célula humana, que é de 1.000 graus Celsius. O processo demora entre 2 e 3 horas para ser concluído, dependendo de fatores físicos do corpo, do recipiente usado e da temperatura alcançada pela câmara.

As partes não queimadas, como implantes e pontes, são separadas por um ímã, enquanto os pedaços de ossos que restaram são processados (ou cremados novamente) e transformados em um pó uniforme.

As cinzas então são colocadas em um recipiente temporário ou urna e entregue a família para que esta decida se serão espalhadas, enterradas ou mesmo permanecerão guardadas.

VANTAGENS

Além de ecológica, já que o processo libera apenas água e gás carbônico em pequenas quantidades e evita a contaminação de terrenos por causa do enterro, a cremação tem custos menores que os de sepultamento e também não possui despesas como pagamento de terreno no cemitério ou locação de jazigo.

A cremação também evita proliferação de infecções quando a morte é causada por alguma doença infecciosa.